A LUTA É NOSSA ESPERANÇA


Em 1° de maio de 1886, os operários dos Estados Unidos resolveram dar início a uma greve geral pela redução da jornada de trabalho para 8 horas diárias. Um milhão de trabalhadores aderiram à greve. Repressão, prisões, condenações à pena de morte de líderes do movimento, atentados cometidos pela polícia, foram as respostas do governo. A luta seguiu de muitas formas, não parou, e em 1890 o congresso americano aprovou a jornada de 8 horas.

No Brasil, em 1894 há registro do primeiro ato de comemoração do 1°de maio, em Santos, e em 1929, nesta mesma data, é fundada a Confederação Geral dos Trabalhadores.

Ditaduras, greves, resistências, lutas, mortes têm marcado a vida do trabalhador brasileiro há mais de um século. O capitalismo parido aqui não dá trégua e a cada momento da história parte de forma implacável para resgatar seus anos de plena exploração.

É uma luta desigual, com o Estado atuando no seu campo de classe, criando facilidades para a subjugação e o uso da força para reprimir a luta dos trabalhadores.

O capitalismo sempre inventa novas fórmulas de exploração, se apropriando de todos recursos gerados pelo trabalho para aumentar a seu lucro. As novas tecnologias se tornaram novos mecanismos de opressão e não qualidade de vida para todos, como alardeavam os ideólogos do capital.

Chegamos a 2020 e velhas bandeiras voltaram a ser empunhadas. O capital avança sem dó para tirar a última gota de suor do trabalhador e da trabalhadora, arrancando--lhes direitos conquistados há décadas. Trata-se de um retorno às formas pré-capitalistas de exploração do trabalho num mundo de pleno desenvolvimento do capital.

No Brasil, a direita mais retrógrada ganha força política e ataca insanamente os direitos individuais e coletivos. Foi embora a CLT e aposentadoria. Voltamos a lutar pela democracia, um valor pouco conhecido pela nossa república.

Assim como em 1886 nos EUA, os trabalhadores brasileiros têm todas as condições objetivas para colocar o bloco na rua novamente e resgatar seus direitos usurpados. Cada direito tirado pelo capital e por seus fantoches no poder é uma gota de sangue tirada da luta do trabalhadores brasileiros e de todo o mundo.

A luta é nossa esperança.

Lúcio Carril

2 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

POR UMA POLÍTICA HUMANIZANTE

Perdi muitos amigos no processo político. Talvez me tenha faltado alma, espírito ou simplesmente sensibilidade. Já não procuro o erro no outro, pois isto não me ajudaria a reconhecer minhas próprias l

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.