A ilha

Desde o primeiro dia de fevereiro de 2020 o antigo império onde o sol nunca se põe cumprirá sua sina de ilha. Assim, o Reino Unido abandona a União Europeia, depois de integrar o bloco resultante da antiga Comunidade criada em 25 de março de 1973. Restam 27 nações no arranjo que os jornalistas Ivan Finotti e Daigo Oliva assemelham a um casamento, em bem-humorada e ilustrativa matéria publicada hoje, na Folha de São Paulo. Segundo eles, a vitória do conservador Boris Johnson foi decisiva para coroar de êxito o movimento do Brexit. A resistência britânica ao bloco é antiga, bastando lembrar que nunca a moeda comum - o Euro, criado em 1999 - foi adotada pelos britânicos. E a convivência deles com os demais países jamais foi um mar de rosas. Teria pesado muito no afastamento a ascensão da direita ao poder, impulsionada pelo crescimento do UKIP (United Kingdom Independent Party). Se os britânicos afinal serão beneficiados pelo Brexit, ainda é cedo para dizer. Mesmo depois da retumbante vitória de Johnson nas recentes eleições parlamentares. Também se pode conjeturar a respeito do exemplo que o Reino Unido está dando, quando se abe que apenas 19 dos 27 integrantes da União fazem uso da moeda comum. Não se descarte, mesmo fora do curto prazo, um efeito dominó. Está posta em xeque, igualmente, a aldeia global, que o canadense Marshall MCLuhan identificou, como resultado dos avanços tecnológicos.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Egoísmo no atacado

Manaus talvez tenha sido a primeira cidade a registrar uma das formas mais ignóbeis do egoísmo humano, nesta fase de pandemia. Aqui, pessoas desprovidas do menor senso de humanidade furaram a fila da

Eras nada priscas

Vivemos, no Brasil e em outros poucos países do mundo, realidade capaz de sugerir aos historiadores relato cujo título bem poderá ser Era dos dias incompreensíveis. Não é pequena a literatura sobre a

Leite e lágrimas

Empenhado na tarefa de desmoralizar o Sistema Único de Saúde, revelar desprezo pela Ciência e não deixar dúvida sobre seu ódio à Humanidade, o Presidente da República visitou Chapecó. Naquela cidade c

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.